Inicio Ciência 90 segundos de ciência

90 segundos de ciência

0
90 segundos de ciência

Estreia no dia 21 de Novembro, às 18h58, o programa de rádio “90 segundos de ciência”, que vai dar a conhecer diariamente um investigador português e a ciência que faz em apenas 90 segundos. Dos Açores ao Minho, da Madeira à Covilhã, do Algarve a Bragança, e aos que andam espalhados pelo mundo. Das ciências sociais às ciências exactas, passando pelas humanidades, o “90 Segundos de Ciência” pretende mapear os investigadores e o que de inovador se faz em português.

Será transmitido de segunda a sexta, antes das onze da manhã e antes das sete da tarde, na Antena 1. Após a emissão os programas ficarão disponíveis no website www.90segundosdeciencia.pt, com mais material multimédia sobre cada um dos projectos e investigadores.

O programa de rádio “90 segundos de ciência” é uma co-produção entre o Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB/NOVA), a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH/NOVA) e a Antena 1, com o apoio da Novartis.

A apresentação oficial do programa vai decorrer no dia 21 de Novembro na Faculdade de Ciências Social e Humanas, Avenida de Berna, em Lisboa, pelas 18 horas. Contará com a presença da Secretária de Estado para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Maria Fernanda Rollo, o Reitor da Universidade Nova de Lisboa, António Bensabat Rendas, o Director do ITQB NOVA, Cláudio M. Soares, o Director da FCSH NOVA Francisco Caramelo, um Membro do Conselho de Administração da RTP e a Presidente do Grupo Novartis em Portugal, Cristina Campos. Os coordenadores do programa “90 segundos de ciência”, António Granado e Joana Lobo Antunes, irão apresentar o programa que será ouvido em directo às 18h58.

Esta iniciativa tem como objectivo “dar a conhecer a ciência que se faz em Portugal, contribuindo para a promoção da literacia científica”, explica Cláudio M. Soares, director do ITQB NOVA. “As duas instituições já promovem conjuntamente o Mestrado em Comunicação de Ciência, do qual nasceu a ideia da criação deste programa”, acrescenta Francisco Caramelo, director da FCSH NOVA.

Ciência na Imprensa Regional – Ciência Viva